Jacintos de água, se nada for feito assistimos Morte Lenta do Rio Sorraia

A nossa luta em prol do rio sorraia tem sido dura, longa e dificil, constatamos que a chuva intensa que caiu no passado mês de dezembro e novembro trazida maioritariamente pela tempestade Elsa, fez transbordar o nosso rio sorraia. Muita gente exclamou “ainda bem, assim os jacintos vão todos para o mar…”seria bom, mas infelizmente a realidade está longe de ser assim tão simples.

É urgente tomar medidas no rio Sorraia

Acompanhamos os trabalhos de remoção destas plantas no passado mês de dezembro, junto à ponte da Herdade da Torrinha, ficamos apreensivos quando vimos a máquina giratória a passar por cima da ponte e esta a sentir o seu peso …. compreendemos a urgência em limpar junto às pontes, pois o perigo de estas poderem ruir numa cheia repentina é bastante real e presente.

Morte Lenta do Rio Sorraia

No passado dia 3 de janeiro, o jornal O Público voltou a publicar um artigo sobre o rio Sorraia e os seus problemas, mais concretamente a praga de jacintos, reforçando mais uma vez a importância extrema deste problema ambiental. A nossa Bióloga e especialista nestas áreas Sandra Alcobia foi entrevistada, bem como o Alberto Santos, pessoa conhecedora do Rio Sorraia como ninguém.

As sua opiniões, receios e visões foram apresentadas no  artigo “JACINTO DE ÁGUA A GUERRA ESTÁ LONGE DE SER VENCIDA” , facto que nos alegrou bastante, pois sabendo da importância que os media têm para um real combate a este problema, verificamos que um dos jornais mais importantes de Portugal não se esqueceu deste problema, mostra-nos que vale a pena continuar de uma maneira ou de outra.

Juntos pelo Sorraia a guerra está longe de ser vencida

Morte lenta do Rio Sorraia

É importante referir que só uma manutenção diária e permanente poderá realmente salvar o rio sorraia, numa era em que chove cada vez menos e que a água é um bem cada vez mais escasso, temos a responsabilidade de por todos os meios possíveis manter as linhas de água o mais limpas possivel, para que os nossos filhos possam pelo menos ter as mesmas condições que nós tivemos para as poder viver.  

1 comentário em “Jacintos de água, se nada for feito assistimos Morte Lenta do Rio Sorraia”

Deixe um comentário